Sérgio Castro | Última Conversa

Psico. Arte e Ofício. Para uma geração mais recente estes são nomes distantes e pouco lhes dizem, mas foram parte do percurso de Sérgio Castro até chegar aos Trabalhadores do Comércio, em 1980. Nomes importantes da história da música portuguesa, que se desdobravam em festas de finalistas antes da revolução e em festivais improvisados depois, com cachês por cobrar e palcos desmontados. Sérgio Castro não só viveu todos estes momentos como os conta sem pejo, de guitarra na mão e um sorriso malandro no ar. A Conversa seguiu pela rua.

Álbum desta Conversa no Flickr.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: